02/07/2013

Construção da 6ª Companhia da PM licitada em agosto

Obra está avaliada em cerca de R$ 1,2 milhão

O deputado estadual Roberto Engler (PSDB) recebeu, da Polícia Militar, a informação de que a construção da sede da 6ª Companhia da PM de Franca deve ser licitada no mês que vem. A obra tem custo estimado de R$ 1,2 milhão e será financiada com recursos do Governo do Estado de São Paulo em local cedido pela Prefeitura de Franca.


Engler obteve as informações junto ao Coronel José Roberto Malaspina, comandante de Policiamento do Interior (CPI-3). O parlamentar tem se esforçado para concretizar a obra há alguns meses. Em abril, já havia se reunido com o próprio Malaspina e também com o comandante do 15º Batalhão, de Franca, Coronel Paulo Eduardo Sigolo Juliani, e com o comandante Geral da Polícia no Estado, Coronel Benedito Roberto Meira.


A intenção da Polícia Militar é iniciar a construção da sede da 6ª Companhia antes do fim do ano, em terreno ao lado do Terminal Rodoviário “Antônio Pereira Lima”, entre os bairros São José e Jardim América. “Temos o compromisso da edificação da nova sede há algum tempo e a previsão orçamentária da PM registra esse investimento para 2013”, revelou Engler.


A escolha do local agrada o comando regional da PM, em razão da localização central e da concentração de avenidas sem grande fluxo de veículos, o que facilita inclusive a saída e a entrada das viaturas.

 

CANIL
 A construção de um canil para a PM de Franca, equipamento que ficará vinculado à Companhia de Força Tática, é outra reivindicação defendida pelo deputado Roberto Engler. “O treinamento de cães possibilita avanços para a PM, principalmente na localização de entorpecentes e explosivos”, afirmou.
Embora o Comando da PM já tenha autorizado o pedido, o canil ainda depende de algumas definições quanto à sua acomodação. 


Uma pequena estrutura precisa ser construída. Uma reunião entre o comandante do 15º Batalhão, de Franca, Coronel Paulo Eduardo Sigolo Juliani, o prefeito Alexandre Ferreira e o deputado Roberto Engler deve ser agendada em breve para tratar do assunto.


A manutenção do canil ficará a cargo do Estado. Além da estrutura física, é necessário que policiais da cidade sejam treinados para utilizar os cães.