29/05/2013

Barrinha, Pontal e Sertãozinho: academias para deficientes

Roberto Engler

Cidades foram contempladas com ao menos uma por município

 

29/05/2013 - Em reunião realizada hoje (29), na Secretaria Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência, em São Paulo, o deputado estadual Roberto Engler (PSDB) e lideranças dos municípios de Barrinha, Pontal e Sertãozinho trataram de assuntos da pasta. A principal novidade é a liberação de academias ao ar livre adaptadas para portadores de deficiência. Cada cidade deve ter pelo menos uma.
A reunião comanda pelo deputado Roberto Engler aconteceu com a secretária Linamara Batistella e teve a participação dos vereadores de Barrinha, Evandro Cunha Cardoso (PR), Ronaldo da Silva Alves (PRB) e Sant Clair Antonio Marinho Filho (PSD), do vereador de Pontal, Leandro Gasqui (PSDB), do vereador de Sertãozinho, Márcio Leite (MD), do primeiro-secretário da APCDAS (Associação das Pessoas com Deficiência e Amigos de Sertãozinho), Aldo Cândido, do vice-presidente do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência de Pontal, Benedito Rubis, do ex-vereador de Barrinha, Marcos André Goulart, e do chefe de gabinete da secretaria, Alexandre Artur Perroni.
Barrinha já aderiu ao programa de construção de academias ao ar livre adaptadas para portadores de deficiência. Pontal e Sertãozinho devem fazer o mesmo dentro de poucos dias, a partir da ação dos vereadores Leandro Gasqui e Márcio Leite.
“É um equipamento destinado à melhoria da qualidade de vida dos portadores de deficiência, por meio do esporte, estimulando não só a saúde física, mas também a autoestima e a socialização”, disse o deputado Roberto Engler.

 

ACESSIBILIDADE
Durante o encontro, as lideranças de Barrinha, Pontal e Sertãozinho se informaram sobre as linhas de financiamento de intervenções de acessibilidade para os municípios de todo o Estado. Qualquer Prefeitura pode obter recursos de até R$ 2 milhões por meio de empréstimo junto à Agência Investe SP, com juros zero, para obras como adaptação de guias, calçadas, vias, prédios públicos, entre outros.
Os vereadores de cada cidade planejam sensibilizar o Poder Executivo de seus municípios a desenvolver um planejamento para execução dessas intervenções. “É possível desenvolver uma programação de longo prazo, que não sobrecarregue o município e permita conforto e segurança aos deficientes”, afirmou o deputado Roberto Engler.