30/04/2013

Engler e vereadores pedem duplicação de acesso a Guaíra

Roberto Engler

Projeto da obra será atualizado pela regional de Barretos

 

30/04/2013 - Em reunião realizada hoje (30), no DER (Departamento de Estradas de Rodagem), em São Paulo, o deputado estadual Roberto Engler (PSDB) e os vereadores do PSDB, José Reginaldo Moretti, José Natal Pereira e Mário Carlos Nogueira Neto apresentaram solicitação de duplicação de 1,3 quilômetro do acesso 3 a Guaíra. A obra terá seu projeto atualizado pela diretoria regional do departamento, em Barretos, para posterior abertura de licitação.
Vereadores e deputado foram recebidos pelo superintendente do DER, Clodoaldo Pelissioni. A vereadora Bia Junqueira (PSDB), co-autora do pedido, não pôde participar do encontro em razão de outros compromissos.
A reivindicação engloba o trecho do Acesso 3, João Jorge Garcia Leal, compreendido entre os postos Jataí e Carretão. “Há um projeto de intervenções que busca a duplicação com o mínimo de desapropriações possível. Este projeto deve ser atualizado para que, depois disso, o DER abra a licitação da obra”, explicou Engler.

 

FÁBIO TALARICO E VOLTA GRANDE
Durante o encontro de hoje (30), o superintendente do DER voltou a falar da realização de nova licitação para recapeamento da Rodovia Fábio Talarico no trecho que vai de Guaíra até a Rodovia Assis Chateaubriand (aproximadamente 27 quilômetros). A nova licitação deve ser publicada em breve.
São R$ 15 milhões de investimento e o cronograma do departamento prevê a retomada das obras no segundo semestre.
A comitiva tucana ainda agradeceu pelo início do recapeamento da SP-413 – Norival Pereira Mattos, que leva à divisa de Minas Gerais e à Usina Volta Grande, partindo da SP 425 – Assis Chateaubriand. No sábado (27), o governador Geraldo Alckmin (PSDB) esteve em Miguelópolis dando a largada das obras.
A recuperação completa da estrada vai significar cerca de R$ 30 milhões em investimento do Governo do Estado de são Paulo. “É a concretização de uma luta que levou mais de dois anos”, disse o deputado Roberto Engler.