09/04/2013

Liberada licença para duplicação da Fábio Talarico

Roberto Engler

Cândido Portinari já tem autorização; licitações podem ser anunciadas na sexta

 

09/04/2013 - Em reunião realizada na manhã de hoje (9), com o presidente da Cetesb (Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental), Otávio Okano, o deputado estadual Roberto Engler (PSDB) obteve cópia da licença ambiental prévia expedida pela companhia para a duplicação de seis quilômetros da Rodovia Fábio Talarico no perímetro urbano de Franca.
A Cetesb já havia emitido o mesmo documento para a duplicação da Rodovia Cândido Portinari. “Tenho trabalhado nisso há alguns meses. Há cerca de 20 dias, estive na Cetesb, também tratando deste assunto”, revelou o deputado Roberto Engler.
“Há pouco mais de uma semana, recebi a informação do aval para as obras na Cândido Portinari. São passos importantíssimos”, completou.
Existe a expectativa de que a abertura das concorrências públicas seja anunciada pelo superintendente do DER (Departamento de Estradas de Rodagem), Clodoaldo Pelissioni, que visita Franca na próxima sexta (12). A licença prévia permite a publicação do edital de licitação. “Não há nenhuma confirmação e o cronograma determina que esperemos alguns dias a mais. Ainda assim, estou trabalhando. Vamos torcer para que ocorra”, disse Engler.
Pelissioni será recebido pelo deputado e pelo prefeito Alexandre Ferreira (PSDB), às 9h15, na Prefeitura. Uma hora depois, fará a apresentação dos projetos na Câmara Municipal. O encontro deve reunir prefeitos, vereadores e lideranças de toda a região.
As melhorias da Rodovia Cândido Portinari incluem a duplicação de 15 quilômetros (entre Franca e Jeriquara) e recapeamento e faixas adicionais no restante da via (entre Jeriquara e Rifaina). Na Fábio Talarico, serão seis quilômetros de duplicação em Franca (até a altura do Distrito Industrial), remodelação do trevo de acesso a São José da Bela Vista e recape com faixas adicionais até São Joaquim da Barra.
Estimativas livres dão conta de que a duplicação da Rodovia Cândido Portinari entre Franca e Jeriquara e recapeamento e construção de faixas adicionais de Jeriquara a Rifaina custe por volta de R$ 130 milhões. Já as obras na Fábio Talarico devem custar por volta de R$ 90 milhões. “Sem dúvida, são duas das obras viárias mais aguardadas por Franca e pela região”, afirmou Engler.
No fim de fevereiro, a recuperação de dois trechos da Rodovia Cândido Portinari, entre os 454,8 e 456 e 459,4 e 464,8, nos município de Pedregulho e Rifaina já foi concluída. São 6,6 quilômetros de recapeamento. O Governo do Estado investiu R$ 7,1 milhões na obra.

 

SOBRE A LICENÇA
A licença ambiental prévia é o passo que para que as obras nas rodovias Cândido Portinari e Fábio Talarico possam ter outros andamentos, como a publicação da concorrência pública. Qualquer duplicação de estrada que ultrapasse cinco quilômetros de extensão necessita de autorização ambiental para ser realizada.
Para tanto, o DER apresenta as compensações ambientais a serem feitas por conta de alterações no meio ambiente em decorrência da obra. A Cetesb avalia a proposta e, muitas vezes, recomenda medidas adicionais a serem seguidas pelo órgão executor. A liberação da licença definitiva passa pelo acatamento das recomendações feitas pela companhia.