05/11/2012

Vereador Éder Tavares, de São Joaquim, visita Engler

Roberto Engler

Representante do PSDB na Câmara joaquinense já trata de demandas da cidade

 

31/10/2012 - O vereador eleito pelo PSDB em São Joaquim da Barra, Éder Tavares, esteve com o deputado estadual Roberto Engler (PSDB) na segunda-feira (29), em Franca. Éder agradeceu o apoio do deputado ao longo das últimas eleições e esteve acompanhado de lideranças civis de São Joaquim.
O presidente do PSDB de São Joaquim da Barra, já foi vereador e obteve seu retorno à Câmara. “O deputado Roberto Engler esteve com o partido não só nas eleições, mas ao longo dos últimos anos e a minha eleição também foi uma vitória dele”, avaliou o vereador eleito.
Éder foi o portador de pedidos feitos pela direção da Etec Pedro Badran ao Centro Paula Souza que ainda aguardam andamento. São solicitações de melhorias nos laboratórios de Química e Física e de implantação de sistemas de som e vídeo no novo auditório da unidade. “Municiado pelos ofícios da direção da Etec, vou tratar com a superintendente do Centro Paula Souza, professora Laura Laganá, no sentido de viabilizar a liberação desses pedidos”, disse Engler.

 

LIONS E AJA
Estiveram com Éder, na visita a Franca, o presidente do Lions Clube de São Joaquim da Barra, Sérgio Fonseca, e os diretores Elias Cavalieri e Leonardo Grasci, que solicitaram ao deputado apoio ao Lar Escola José Olinto Fortes Junqueira e ações no sentido de viabilizar, no futuro, a construção de um CCI (Centro de Convivência do Idoso) na cidade. “São duas novas metas pelas quais vamos trabalhar”, afirmou Engler.
O vereador eleito intermediou também pedido de utilidade pública estadual feito pelos dirigentes da AJA (Associação Joaquinense de Atletismo), Tiago Altino Pereira, Antonio Luís da Silva, Luís Antonio do Nascimento e Edvaldo de Freitas Barbosa.
O título de utilidade pública estadual, além de reconhecer a idoneidade da entidade, permite algumas isenções fiscais estaduais e, em conjunto com a utilidade pública federal, a isenção da quota patronal do INSS, hoje 20% sobre a remuneração dos empregados.
Engler orientou os diretores da AJA em relação à documentação necessária para a apresentação do projeto, o que deve ocorrer dentro de poucos dias. “É necessário reunir certidões, declarações e outras informações que acompanham a proposta. Depois disso, tenho convicção de que a tramitação do projeto de lei será tranqüila, disse o deputado.