04/04/2022

Estado promete investir na Estrada Velha Franca-Batatais

Intenção é pavimentar ao menos 12 quilômetros da via

Durante os compromissos em Franca, nesta segunda-feira (4), o governador Rodrigo Garcia (PSDB) assumiu o compromisso de pavimentar ao menos 12 quilômetros da Estrada Velha Franca-Batatais (SP-336 – Rodovia Rio Negro e Solimões). As melhorias são reivindicações antigas do deputado estadual Roberto Engler (PSDB).


Segundo o governador, o trecho que contará com novo asfalto vai de Franca até a altura da Usina Cevasa. A intenção do Governo do Estado de São Paulo é licitar a obra em até dois meses. O investimento previsto é de R$ 52 milhões.


“Vamos começar com os 12 primeiros quilômetros, que é o trecho mais usado e, depois, seguir com a pavimentação. Enquanto isso, a perenização* sai, a pavimentação propriamente começa mais no fim do ano. A estrada vai estar em ordem”, garantiu Rodrigo Garcia.


A pavimentação da Estrada Velha Franca Batatais vem sendo solicitada ao Governo do Estado pelo deputado Roberto Engler há mais de 15 anos. “Acreditamos na palavra do governador Rodrigo Garcia e vamos aguardar e colaborar para que as medidas anunciadas sejam postas em prática”, disse o parlamentar.


Em 2013, o DER (Departamento de Estradas de Rodagem) concluiu o projeto executivo da obra e chegou a anunciar seu início, no entanto a previsão não se confirmou. Na ocasião, o projeto previa asfaltamento de toda a estrada, totalizando 46 quilômetros. O custo anunciado à época foi de R$ 86 milhões.


*A perenização das rodovias não pavimentadas consiste na melhoria das condições de tráfego, de forma a evitar a perda de capacidade de suporte em estações chuvosas, período em que o solo transforma-se em lama e, posteriormente, sofre erosão.




HOSPITAL REGIONAL DE FRANCA

Durante visita a Franca, o governador Rodrigo Garcia garantiu a construção de um Hospital Regional Estadual na cidade. A licitação deve sair em até 60 dias. O início das obras, avaliadas em R$ 230 milhões, deve ocorrer no segundo semestre.


O novo hospital deve ter sete pavimentos e abrigar 200 leitos, 40 deles de UTI (Unidade de Terapia Intensiva). O custo estimado para manutenção da unidade de saúde é de R$ 200 milhões anuais.


Outra série de investimentos na região, entre eles a implantação de cinco novas unidades do Poupatempo, em Batatais, Guará, Ituverava, Orlândia e São Joaquim da Barra, foi anunciada.