21/02/2022

Pedregulho vai receber R$ 450 mil

Recursos estaduais são intermediados pelo deputado Roberto Engler

imagem_destaque

Prefeito Dirceu Polo Filho, deputado Roberto Engler, vereador Raimundo Lobão e Léo do Zezinho Galego

Pedregulho vai receber R$ 450 mil em recursos estaduais ao longo deste ano de 2022. São dois repasses intermediados pelo deputado estadual Roberto Engler (PSB), em parceria com o prefeito Dirceu Polo Filho (PSDB), participação dos vereadores Raimundo Lobão (MDB) e Léo do Zezinho Galego (MDB) e apoio do vereador de Franca, Daniel Bassi (PSDB).


Serão R$ 300 mil destinados a reforma da praça central da cidade, demanda apresentada pelo prefeito Dirceu Polo e pelo vereador Raimundo Lobão. Outros R$ 150 mil vão para a construção de uma pista de caminhada nos bairros Nova Pedregulho e Morada do Sol, reivindicação que partiu do prefeito e do vereador Léo do Zezinho Galego, com apoio do vereador Raimundo Lobão.


“Pedregulho tem uma das praças mais bonitas da nossa região e a demanda da reforma foi absolutamente bem-vinda. Além disso, poderemos contribuir para que o prefeito Dirceuzinho invista também em uma nova área de prática esportiva. São obras necessárias”, afirmou o deputado Roberto Engler.


O repasse em prol do município foi inserido no Orçamento do Estado de São Paulo para este ano. Cabe à Prefeitura de Pedregulho a apresentação da documentação necessária para a celebração de um convênio com Governo do Estado. O Palácio dos Bandeirantes tem prazo até dezembro para liberar a verba.



OUTRAS LIBERAÇÕES RECENTES

Por intermédio do deputado Roberto Engler, Pedregulho já obteve recentemente pelo menos outros R$ 720 mil em recursos estaduais.


Foram quatro repasses diferentes. O último deles, no valor de R$ 170 mil, foi destinado à construção de uma UBS (Unidade Básica de Saúde) no Bairro Santa Luzia. No primeiro semestre de 2021, R$ 200 mil foram utilizados para recapeamento de ruas.


Meses antes, já haviam sido investidos outros R$ 250 mil, para  reforma no Centro de Lazer Emílio Capanelli, e mais R$ 100 mil, gastos na compra de uma ambulância.