16/08/2012

DER solicita licença para duplicar a Cândido Portinari

Roberto Engler

Obra exige estudo de impacto; projeto já está sendo feito

 

16/08/2012 - O DER (Departamento de Estradas de Rodagem) solicitou, à Cetesb (Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental), a licença prévia a duplicação da Rodovia Cândido Portinari entre Franca e Jeriquara. O pedido é condição para a licitação da obra, assim como a elaboração do projeto das intervenções, que está em andamento e tem previsão de término para janeiro de 2013.
O pedido do DER indica que o estudo de impactos ambientais provocados pelas obras, iniciado em abril, foi concluído.
“Uma a uma, as fases técnicas e burocráticas para que a duplicação da Cândido Portinari se viabilize vão sendo vencidas. O estudo foi entregue antes do prazo máximo. Quem sabe até o fim deste ano não tenhamos tudo pronto para publicação do edital, antecipando também um pouquinho a previsão média da licitação, que é para o primeiro semestre do ano que vem”, diz o deputado Roberto Engler (PSDB), que tem trabalhado para acelerar melhorias na rodovia.
Estimativas livres dão conta de que a duplicação da Rodovia Cândido Portinari entre Franca e Jeriquara e recapeamento e construção de faixas adicionais de Jeriquara a Rifaina custe por volta de R$ 130 milhões. O DER trabalha para licitar, entre o fim de 2012 e o início de 2013.

 

RECAPE
Enquanto a duplicação não se inicia, dois pequenos trechos da Rodovia Cândido Portinari serão recapeados, nos município de Pedregulho e Rifaina, entre os 454,8 e 456 e 459,4 e 464,8. As obras devem estar prontas em até seis meses.
O recape de 6,6 quilômetros vai custar R$ 7.156.934,36. “Essas pequenas intervenções antecedem a duplicação até Jeriquara e a recuperação completa da estrada porque o DER já tinha os projetos prontos e porque, ao contrário da duplicação, não necessitam de autorizações ambientais”, diz Engler.
Há uma semana, o deputado voltou a cobrar, do governador Geraldo Alckmin, melhorias na Cândido Portinari, na Fábio Talarico (que deve ser duplicada no trecho urbano no município de Franca e recapeada até São Joaquim da Barra) e na Rio Negro & Solimões (com previsão de pavimentação de 12 quilômetros).
O bate-papo ocorreu durante cerimônia de lançamento das obras de recape da própria Fábio Talarico, em trecho de 26 quilômetros no município de Guaíra, onde serão investidos R$ 15,3 milhões em recursos do Governo do Estado.
“O governador já sabe que a Franca e a região deseja a recuperação completa da rodovia e que o trecho até São Joaquim da Barra necessita de intervenções urgentemente”, afirma Engler.