26/06/2012

44ª Francal tem manhã de abertura

Roberto Engler

Deputado Roberto Engler e governador Geraldo Alckmin prestigiaram evento

 

26/06/2012 - Foi aberta hoje (26) a 44ª Francal (Feira Internacional da Moda em Calçados e Acessórios), no Parque Anhembi, em São Paulo. A feira, uma das maiores do setor calçadista no mundo, com mais de 1.000 expositores, vai até a próxima sexta-feira (29).
O deputado estadual francano, Roberto Engler (PSDB), foi o único parlamentar paulista a participar do evento, que teve como anfitrião o presidente da Francal Feiras, Abdala Jamil Abdala, e, como grande estrela, o governador Geraldo Alckmin (PSDB).
Lideranças industriais e comerciais também estiveram presentes, entre elas o presidente da Abicalçados (Associação Brasileira das Indústrias de Calçados), Milton Cardoso, e o presidente da Ablac (Associação Brasileira de Lojistas de Artefatos e Calçados), Carlos Ajita.
A solenidade foi marcada pelo otimismo em relação à realização de bons negócios no segundo semestre do ano, com aquecimento do setor calçadista, principalmente em relação ao primeiro semestre que se encerra “morno”.
“Esse sentimento promissor foi o que identificamos em expositores, lojistas, líderes de segmento. Esperamos que realmente isso aconteça, para que a geração de empregos, vital para o País e, em especial para Franca, também ocorra”, afirmou o deputado Roberto Engler.
O deputado lembrou que a desoneração promovida pelo Governo do Estado de São Paulo é um dos fatores que podem ajudar a concretizar a previsão de melhora. “Menos tributação significa mais fôlego para a produção, possibilidade de custo e preço menores, mais vendas e, conseqüentemente, maior demanda de mão de obra”, disse.
A redução da alíquota do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), de 12% para 7%, para a produção de calçados no estado de São Paulo e de 18% para 12%, na compra por atacado, foi anunciada pelo governador Geraldo Alckmin, no fim de abril, em Franca.
Alckmin relembrou essa ação de fomento em seu discurso. E fez menção a Franca diversas vezes, especialmente no momento em que falava da Francal. “Uma feira que começou pequenininha lá na Franca e que é internacional, uma das maiores de um setor que traz o emprego na veia”, disse, se referindo ainda à qualidade de muitos postos de trabalho oriundos do calçado, setor que chamou, logo depois, de “estratégico”.