18/04/2012

Engler trabalha por tratamento de esgoto em Monte Azul

Roberto Engler

Obra estimada em R$ 3 milhões é para construção de 200 casas na cidade,

 

18/04/2012 - O deputado estadual Roberto Engler (PSDB) assumiu a função de interlocutor entre a Prefeitura de Monte Azul Paulista e o Governo do Estado para que a liberação de verba estadual para a constrição das novas lagoas de tratamento da cidade ocorra o mais rápido possível. Engler recebeu o pedido de intervenção do prefeito Gilberto Arroyo (PSDB), no último sábado (14), quando da inauguração de 83 casas da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano).
As lagoas são uma demanda antiga da cidade e representam também uma condição para a liberação de novas moradias para Monte Azul. É a partir disso que a participação do deputado no processo da obra de saneamento passou a ser importante.
Em outubro do ano passado, a partir de um pedido do vice-prefeito, então prefeito em exercício, Paulo David (PSDB), e da vereadora Onilda Barbosa (PSDB), Engler já havia conseguido o compromisso da Secretaria Estadual de Habitação para a construção de 200 novas casas na cidade.
“O amigo secretário Silvio Torres nos deu essa garantia, no entanto resta o terreno a ser doado à CDHU. A construção das lagoas viabiliza o uso de área em bairros vizinhos e é uma etapa que antecede a concretização das novas unidades habitacionais”, explica Engler.
Instruído por ofício do prefeito Gilberto Arroyo, o tucano entrou em contato com o secretário estadual de Saneamento e Recursos Hídricos, Edson Giriboni, hoje (18), pedindo as informações de como está o processo de liberação de aproximadamente R$ 3 milhões para as lagoas. “Vamos nos informar da atual situação e avaliar que medida tomar para acelerar esse pedido”, afirma o deputado.

 

83 CASAS ENTREGUES
O deputado Roberto Engler participou, ao lado do prefeito Gilberto Arroyo, do secretário adjunto de Estado da Habitação, Marcos Penido, e de outras lideranças locais e regionais, da entrega de 83 casas populares (Conjunto Habitacional Paulo Gurjon) em Monte Azul Paulista, no sábado (14).
A CDHU investiu R$ 2,9 milhões na construção do empreendimento, erguido em parceria com o município. A CDHU repassou os recursos financeiros à Prefeitura, que doou o terreno e administrou as obras. Os moradores foram selecionados por meio de sorteio público e participaram da edificação dos imóveis.
Com 43,18 metros quadrados de área construída, as casas possuem dois dormitórios, sala, cozinha e banheiro. Elas foram entregues com melhorias do novo padrão de construção da CDHU com o piso cerâmico em todos os cômodos, forro de PVC na parte interna e forro de madeira no beiral, azulejos no banheiro e nas paredes hidráulicas da cozinha, além de sistema de aquecimento solar. As ruas receberam pavimentação, calçadas e paisagismo.
Uma das beneficiadas é Judimeire Menegheti Flórido, que paga R$ 300,00 de aluguel por mês. “Trabalhei muito aqui na obra, mas agora é muita felicidade. Vou morar com meu marido e meus quatro filhos e terei toda a segurança que antes eu não tinha”, disse.
Os novos mutuários terão prazo de 25 anos para quitar o valor do financiamento habitacional. As prestações serão subsidiadas pelo Governo do Estado e calculadas de acordo com a renda familiar. Quem ganha até três salários vai pagar apenas 15% dos rendimentos. Em Monte Azul Paulista, 94% das famílias que receberam as chaves dos imóveis neste sábado estão nessa faixa. O valor da menor prestação é de R$ 93,30.
A CDHU atende famílias com renda entre um e dez salários mínimos, priorizando as que recebem até três. Outros requisitos para participar do programa são: morar ou trabalhar no município há pelo menos três anos, não ser proprietário de imóvel e não ter financiamento habitacional.

Com informações das assessorias de Comunicação da CDHU e da Prefeitura de Monte Azul Paulista.