29/03/2012

São Joaquim deve ter casas da CDHU

Roberto Engler

Vannuchi e Engler iniciaram processo para construção de moradias na cidade

 

29/03/2012 - O deputado estadual Roberto Engler (PSDB), em conjunto com a prefeita Maria Helena Vannuchi (PT) e intermediação do PSDB de São Joaquim da Barra, em especial de seu presidente Éder Tavares, iniciou movimentações para que a CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano) financie a construção de casas populares na cidade.

Vannuchi e Engler estiveram, ontem (28), reunidos com o secretário estadual de Habitação, Silvio Torres. Obtiveram o compromisso do secretário de que, desde que o município ceda o terreno, a CDHU se dispõe a construir até 200 moradias. “Foi um primeiro encontro, que serve para oficializar a disposição de parceria por parte do Estado. Temos muitos passos até que isso se concretize, mas, de qualquer forma, é um ótimo começo”, disse Engler.
Todos os procedimentos necessários para viabilizar um novo conjunto habitacional da CDHU em São Joaquim levarão pelo menos um ano. Após a disponibilidade de um terreno, resta aprová-lo junto aos órgãos competentes, a elaboração dos projetos e os procedimentos de licitação.
“Vejo com muito bons olhos a movimentação da prefeita e amiga Maria Helena, que inicia a preparação para uma conquista que deve ser concretizada somente em 2013, pelo seu sucessor. Durante este processo, reitero a minha disposição de ser o fiador do compromisso assumido pelo Estado e de acompanhar essa demanda durante o prazo necessário”, afirmou Engler.

 

CRECHE
Na última semana, o deputado e a prefeita participaram da assinatura de convênio entre o município de São Joaquim da Barra e o Governo do Estado de São Paulo para a construção de uma creche no Bairro Santa Lúcia. A obra é uma conquista conjunta de Engler, Vannuchi e do PSDB de São Joaquim da Barra, em especial de seu presidente Éder Tavares.
O custo estimado da creche é de R$ 1,2 milhão. O Governo do Estado deve arcar com os gastos de construção, ficando a cargo dos municípios as despesas de manutenção das unidades. A ação é realizada em conjunto pelas Secretarias Estaduais de Educação e de Assistência e Desenvolvimento Social.
Engler liderou a articulação junto ao secretário Rodrigo Garcia, ao secretário estadual de Educação, professor Herman Voorwald, e ao secretário estadual da Casa Civil, Sidney Beraldo, antes mesmo da definição final de como seria o programa.