30/08/2021

Escolas de Franca e Guaíra recebem R$ 270 mil

Recursos pagos ao longo deste mês vão para equipamentos e manutenção

As escolas estaduais David Carneiro Ewbank, carinhosamente conhecida como Cede, de Franca, e Enoch Garcia Leal, de Guaíra, receberam R$ 270 mil em recursos estaduais intermediados pelo deputado estadual Roberto Engler (PSB). O dinheiro será investido na aquisição de equipamentos e em obras de manutenção.

“São duas escolas queridas, tradicionais, grandes e importantes para cada uma das cidades. Fico feliz em saber que o nosso trabalho vai melhorar a estrutura do ensino oferecido por elas”, afirmou o deputado Roberto Engler.

“Além disso, o repasse de emendas para as escolas é algo que até pouco tempo não era permitido. O fato de concretizarmos esses repasses me alegra, porque amplia as possibilidades de apoio às unidades escolares”, completou.

As verbas foram creditadas nas contas das unidades de ensino ao longo deste mês de agosto. O Cede deve investir R$ 170 mil na compra de equipamentos.

A Escola Estadual Enoch Garcia Leal recebeu dois repasses de R$ 50 mil cada, sendo que um deles também será utilizado para a compra de equipamentos e outro para pequenas intervenções de reforma, este último pago nesta segunda-feira (30).

Segundo a diretora Conceição Aparecida Tostes, a Cessa, a ideia é revitalizar a sala de leitura da escola guairense. “Vamos mudar todo o mobiliário – estantes e mesas – e comprar equipamentos multimídia, entre outros, para atrair ainda mais os nossos alunos para o espaço e dar mais conforto para sua utilização”, disse ela.

A outra metade da verba será utilizada para elevar o muro da que cerca a unidade escolar e trocar uma parte das janelas de salas de aula e corredores.

“Recentemente, sofremos com uma invasão e roubo, por isso a intenção de aumentar a altura do muro. Além disso, muitas das janelas de vários espaços estão emperradas, sem possibilidade de conserto. Com a pandemia, a ventilação dos ambientes é ainda mais importante. Vamos tentar resolver uma parte desses problemas”, revelou Cessa.