26/05/2011

Cândido Portinari: governador confirma plano A e B

Roberto Engler

Duplicação passa por negociação com concessionária ou recursos do tesouro

 

26/05/2011 - O governador Geraldo Alckmin (PSDB) confirmou que o Governo do Estado trabalha com duas hipóteses para a duplicação da Rodovia Cândido Portinari entre Franca e Rifaina. A primeira delas, e, a princípio, a preferida, passa pela negociação da obra com a principal concessionária de rodovias na região, a Autovias. A outra prevê financiamento com recursos do tesouro estadual.
Nos cerca de 40 minutos de viagem de avião entre São Paulo e Franca, hoje (26), o deputado Roberto Engler (PSDB) tratou especificamente desse assunto com Alckmin. Engler colocou o governador a par dos detalhes das possibilidades. “O governador simpatizou com possibilidade de chegar a um acordo com a concessionária, o que não oneraria o Estado e agilizaria a obra”, disse.
Na chegada a Franca, Alckmin obteve informações da diretora geral da Artesp (Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo), Karla Bertocco Trindade, sobre essa negociação.
A duplicação seria executada pela Autovias em troca da prorrogação do contrato de concessão de trechos de estradas da região, de abatimentos nos repasses feitos ao Governo do Estado, usados na conservação da malha rodoviária sob responsabilidade do DER, ou por meio de outra contrapartida.
Resta, agora, saber se juridicamente a hipótese é viável. “O estudo (para execução da obra pela concessionária) vem de mais de dois anos. Com a determinação para que ele seja retomado, voltamos a ter esperança de que a duplicação aconteça rapidamente”, afirmou Engler, que fez questão de ressaltar que a ideia não prevê a instalação de nenhuma nova praça de pedágio.
O trecho Ronan Rocha, já concessionado, entre Patrocínio Paulista e Itirapuã, também pode ter sua segunda pista seguindo os mesmos moldes. “Também é um pleito nosso”, revelou Engler.
Voltando ao assunto da duplicação da Cândido Portinari, o deputado demonstrou bastante otimismo pela forma com que Geraldo Alckmin encarou a necessidade. “Caso a ideia da concessionária não vingue, o governador disse que vai estudar o tráfego da estrada e proceder a duplicação por trechos, sendo que o primeiro deles seria o entre Franca e o trevo de acesso a Jeriquara”, esclareceu.
Engler confia na informação do DER (Departamento de Estrada de Rodagem) que o projeto de duplicação desse trecho está pronto. “No início do ano passado, anunciamos a autorização para a feitura do projeto. Tenho a convicção de que, seja pelo plano A, seja pelo plano B, essa obra vai sair em breve”, garantiu o deputado, que, nos últimos 30 dias, já participou de reuniões no próprio departamento e na Secretaria de Transportes, tratando do assunto.