28/03/2019

Estado anuncia volta de voos comerciais a Franca

Inicialmente, devem ser três pousos e decolagens semanais

imagem_destaque

Vista da fachada do aeroporto de Franca

A Gol Linhas Aéreas deve passar a operar entre Franca e São Paulo ainda neste ano. O anúncio da volta de voos comerciais a Franca foi pelo governador João Doria (PSDB), na manhã de hoje (28), na capital. Inicialmente, devem ser três voos semanais entre o Aeroporto Tenente Lund Presotto e o Aeroporto Internacional de Guarulhos.


Os pousos e decolagens semanais podem chegar a até cinco por semana, a depender da demanda de passageiros. Devem ser utilizadas aeronaves com capacidade para 138 passageiros. Para isso, nos próximos dias, ainda devem ser promovidas algumas adequações na estrutura do aeroporto de Franca.


O deputado estadual Roberto Engler (PSB), que, por diversas vezes, trabalhou pela volta dos voos comerciais a Franca, celebrou a notícia. “É uma ótima novidade. Os voos podem ser um trunfo para fomentar a economia, ajudar a fechar negócios, promover o turismo na região, gerar empregos. Parabenizo o governador João Doria pela novidade positiva”, afirmou o parlamentar.


“Entre 2012 e 2014, quando conseguimos intermediar investimento de mais de R$ 10 milhões no nosso aeroporto, nos esforçamos para que houvesse interesse das empresas em operar na cidade, mas sempre havia a questão da viabilidade financeira. O pedido da desoneração do combustível chegou inclusive a ser feito pela Azul Linhas Aéreas. Agora, esse obstáculo foi reduzido pelo governador João Doria, em uma medida que beneficia Franca”, disse Roberto Engler.


A grande reforma no Tenente Lund Presotto entre 2012 e 2013 incluiu a construção do turn-around (área de giro de aeronaves nas cabeceiras), a ampliação do pátio de aeronaves, ampliação do Terminal de Passageiros, que passou a ter quase o dobro de área construída, além de melhorias no sistema de combate a incêndios.


“Toda a modernização que ocorreu no Aeroporto de Franca colabora, agora, que os voos comerciais possam ser retomados. Isso demonstra a importância das obras que foram executadas há seis anos”, ressaltou o deputado estadual Roberto Engler.


Além do governador João Doria, participaram de cerimônia no Palácio dos Bandeirantes, o secretário estadual de Turismo, Vinicius Lummertz, e o presidente da Gol, Paulo Kakinoff. Além de Franca, Barretos é outra cidade que passará a receber voos comerciais.


“Os novos voos para Barretos e Franca fazem justiça à importância econômica e social desses municípios e também são importantes para o Brasil. Agora, precisamos trabalhar juntos para criar o hábito do transporte aéreo nas comunidades desses municípios, bem como em seus entornos”, disse Lummertz.


O governador João Doria anunciou, há cerca de dois meses, uma redução da alíquota do ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) de 25% para 12% sobre o querosene usado para abastecer aeronaves em São Paulo. A Gol será a primeira empresa a operar novos voos criados por meio da desoneração fiscal.


A despesa das empresas aéreas com combustível chega a até 40% de todo o custo operacional de cada voo. Com o barateamento do ICMS cobrado sobre o querosene de aviação, o Governo paulista pediu contrapartidas para aumentar o fluxo de pousos e decolagens nos aeroportos do estado, principalmente em cidades que ainda não eram atendidas por linhas comerciais regulares.


Pelo acordo, o setor aéreo se comprometeu a criar 70 novos voos e 490 partidas semanais, aumentando a oferta de destinos em todo o país. Ao todo, as novas frequências vão atingir aeroportos de 38 cidades em 21 estados.


O Governo do Estado planeja compensar a desoneração tributária, que tem efeito a partir de 1º de junho, por meio do impacto econômico gerado pelas contrapartidas.