11/02/2019

Guaíra inaugura ‘nova’ Mata do Thaís

Área de lazer foi revitalizada com verba conseguida pelo deputado Roberto Engler

imagem_destaque

Roberto Engler intermediou recursos para a revitalização da Mata do Thaís

O deputado estadual Roberto Engler (PSB) participou, na sexta-feira (8), da inauguração da revitalização da Mata do Thaís, na região Oeste de Guaíra. A obra contou com investimento de R$ 200 mil em recursos estaduais intermediados pelo parlamentar, com acréscimo de verbas municipais.

A inauguração foi conduzida pelo prefeito José Eduardo Croscratto Lelis (PSDB) e contou ainda com a participação do deputado federal Arnaldo Jardim (PPS), do vice-prefeito Renato Moreira (PPS), do presidente da Câmara Municipal, José Reginaldo Moretti (MDB), e dos vereadores Edvaldo Donizete Morais (PSDB), Rafael Talarico (PSDB) e Caio Augusto (DEM).

“Fico feliz em ver que a obra ficou bonita e bem estruturada. Tenho certeza de que os moradores vão podem usufruir dessa área de lazer com segurança, transformando o espaço não apenas em área de lazer, mas também em um belo espaço de convivência”, disse o deputado estadual Roberto Engler.
 
A Mata do Thaís recebeu pavimentação de passeio público, implantação de academia ao ar livre (repassada pelo Ministério do Esporte) e obras de paisagismo. O parque também foi cercado com alambrados, ganhou trilhas para caminhada no interior da mata, além de equipamentos públicos que visam à preservação e ao uso sustentável do horto. O local vai se tornar uma referência de lazer para os moradores.

A Mata do Thaís vai se chamar oficialmente Reserva Ecológica "Euripa Rodrigues da Silva Geloni". Euripa, mais conhecida como Dona Rosa, recebeu a homenagem por iniciativa dos vereadores Edvaldo Donizete Morais e Rafael Talarico. Seu marido Geraldo Geloni participou da inauguração da área de lazer que leva o nome de sua mulher.

Nascida em Restinga, em 1950, Dona Rosa foi casada com Geraldo Geloni, com quem teve quatro filhos: Florinaldo, Ednalva, Rosinalva e Eliana. A família chegou a Guaíra em 1987 e se mudou para o Residencial Thaís em 2002, quando o empreendimento começou a ser povoado. Dona Rosa notabilizou-se como uma das pessoas mais populares do bairro, onde viveu até 2016, quando veio a falecer.