05/12/2018

Prevenção da Aids é tema do Dezembro Vermelho

Lei do deputado Roberto Engler oficializa a campanha no estado de São Paulo

O mês de dezembro é marcado pelas ações de prevenção do HIV/Aids. É o Dezembro Vermelho, campanha oficializada no estado de São Paulo por meio da lei 16.633/2018, de autoria do deputado estadual Roberto Engler (PSB).

O dia 1º de dezembro é o Dia Mundial de Luta contra a Aids, o que justifica a escolha do último mês do ano para a realização da campanha, que aborda a prevenção, esclarecimentos e informações sobre o HIV/AIDS e suas formas de transmissão, detecção e tratamento.

As ações devem ser lideradas pela Secretaria Estadual da Saúde, podendo contar com a cooperação da iniciativa privada, entidades e organizações civis. 

“A intenção do Dezembro Vermelho é intensificar o debate sobre o problema da Aids, que segue sendo grave e atual”, ressaltou o deputado estadual Roberto Engler.

Segundo dados do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais, do Ministério da Saúde, desde a década de 1980, é possível estimar que mais de 800 mil casos de Aids foram registrados no Brasil. 

Embora os tratamentos mais modernos, por meio de antirretrovirais, tenham aumentado a qualidade de vida dos pacientes, a prevenção continua sendo a melhor opção.

Além disso, mais uma vez alinhado com os preceitos do Dia Mundial de Combate à Aids, o Dezembro Vermelho objetiva também acabar com a discriminação e o preconceito contra as pessoas portadoras do HIV, comportamento caracterizado como crime passível de punição com reclusão e multa.


NAS ESCOLAS
O deputado Roberto Engler pretende também levar a Campanha Dezembro Vermelho para dentro das escolas estaduais. É o que prevê o projeto de lei 282/2016, que cria a Campanha Dezembro Vermelho na Escola e está pronto para votação.

“A questão do HIV e da Aids é algo que pode ser debatido já com as crianças e principalmente com os jovens, para criar o entendimento do assunto desde cedo”, disse o deputado estadual Roberto Engler, que também é autor dos projetos Outubro Rosa na Escola (câncer de mama e saúde da mulher) e Novembro Azul na Escola (câncer de próstata e saúde do homem).