24/01/2018

Guri tem reforço de orçamento para 2018

Deputado Roberto Engler defendeu mais verbas para o projeto sociocultural

O Projeto Guri tem reforço de R$ 1,7 milhão nos recursos disponibilizados pelo Orçamento do Estado de São Paulo para 2018. A dotação adicional para o projeto sociocultural foi defendida pelo deputado estadual Roberto Engler (PSDB) e deve ser utilizada para custeio das atividades de ensino de música a crianças e jovens em todo o estado.

Roberto Engler, que preside a Comissão de Finanças, Orçamento e Planejamento da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, foi autor de emenda que remanejava R$ 3 milhões em prol do Projeto Guri. A alteração foi acatada parcialmente pelo relator do Orçamento, deputado estadual Marco Vinholi (PSDB), em seu parecer, aprovada pelo plenário do Legislativo Estadual e  sancionado pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB).

“Dentro do possível, o colega Marco Vinholi entendeu a nossa demanda por esse importante acréscimo de verbas, no valor de R$ 1,7 milhão, para o Projeto Guri. Tenho certeza de que serão recursos muito bem aplicados, convertidos diretamente para a qualidade dos trabalho que o Guri executa em todos os seus polos”, disse o deputado estadual Roberto Engler.

A atuação do deputado Roberto Engler para a aprovação da verba adicional aconteceu em conjunto com a diretora-executiva da Associação Amigos do Projeto Guri, Alessandra Fernandez Alves da Costa. Os dois e diretor administrativo-financeiro, Artur Miranda, se reuniram no fim de novembro para tratar das necessidades de verbas do projeto. 

Essa não é a primeira vez que o deputado estadual Roberto Engler intermedeia recursos para o Projeto Guri. Em 2014, o parlamentar incluiu R$ 5 milhões no orçamento do programa, o que permitiu diversas ações que foram colocadas em prática por meio do programa Toca mais, Guri!.

Na oportunidade, o número de alunos do projeto que levam seus instrumentos para casa aumentou em 500%, de mil para cinco mil estudantes, foram criadas duas novas Orquestras Verdes, em Santos e Araçatuba, projetos especiais foram ampliados, o estoque de acessórios foi modernizado e ainda houve troca de instrumentos de diversos polos.

Mantido pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, o Projeto Guri existe há 22 anos e é considerado o maior programa sociocultural brasileiro e oferece, nos períodos de contraturno escolar, cursos de iniciação musical, luteria, canto coral, tecnologia em música, instrumentos de cordas dedilhadas, cordas friccionadas, sopros, teclados e percussão, para crianças e adolescentes entre 6 e 18 anos.

Mais de 50 mil alunos são atendidos por ano, em mais de 400 polos de ensino distribuídos por todo o estado de São Paulo. Os cerca de 360 polos localizados no interior e litoral, incluindo os polos da Fundação Casa, são administrados pela Associação Amigos do Guri, enquanto o controle dos 46 polos da capital e da Grande São Paulo fica por conta da organização social Santa Marcelina Cultura.