08/12/2017

Bebedouro: Raul Furquim sem Fim pode ser retomado

Roberto Engler se coloca à disposição para apoiar o movimento de novo

Durante visita a Bebedouro nesta quinta-feira (7), o deputado estadual Roberto Engler (PSDB) se colocou à disposição para intermediar diálogo com o Governo do Estado de São Paulo, em especial junto ao DER (Departamento de Estradas de Rodagem), para a concretização das soluções discutidas há quase quatro anos, quando do surgimento do Movimento Raul Furquim sem Fim.

Roberto Engler discutiu o assunto com diversas lideranças, em especial com o professor da Etec Ídio Zuchi, Fagner Lazzarotto de Souza, que havia procurado o parlamentar semanas atrás, relembrando o compromisso assumido pelo Governo do Estado de construir quatro viadutos e uma nova passarela evitando que a duplicação da Rodovia Armando de Salles Oliveira interrompesse o trajeto da Avenida Raul Furquim.

“Sem dúvida alguma, ao longo dos últimos anos, com a grave crise que atingiu o País e a queda de arrecadação enfrentada por todos os governos, inclusive o Governo do Estado, a viabilização dessas obras se complicou. No entanto, há um compromisso firmado lá em 2013 e podemos, sim, buscar que as conversas sejam reiniciadas em busca de uma solução”, disse o deputado Roberto Engler.

O Movimento Raul Furquim sem Fim surgiu em 2012, quando do anúncio das obras de duplicação da Rodovia Armando de Salles Oliveira no perímetro urbano de Bebedouro e da verificação de que as intervenções previstas interromperiam o trajeto da avenida.

Com ampla mobilização popular, lideranças locais, com o apoio do deputado Roberto Engler, sensibilizaram o DER a alterar o projeto das obras para que a via não fosse prejudicada. Uma licitação para realizar as novas obras chegou a ser aberta, mas não foi concluída por falta de recursos.

Para o parlamentar, é necessária uma nova mobilização da cidade para que o Governo do Estado volte a discutir o assunto. “Estou à disposição para voltar a conversa com o DER, desde que as forças vivas de Bebedouro se manifestem, legitimando essa demanda”, afirmou o deputado Roberto Engler.