26/09/2017

Publicada licitação para recuperar a SP-350, em Tapiratiba

Pedido do deputado Roberto Engler, obras têm custo estimado de R$ 14,9 mi

imagem_destaque

Clodoaldo Ananias, Ricardo Volpi, Tiliza e Roberto Engler

O DER (Departamento de Estradas de Rodagem) publicou, hoje (26), no Diário Oficial do Estado de São Paulo, edital de licitação para conservação especial da SP-350 – Rodovia Deputado Eduardo Vicente Nasser –, entre os quilômetros 272,1 e 297,47, entre Tapiratiba e São José do Rio Pardo. O custo estimado das intervenções é de R$ 14,9 milhões.

A conservação especial é um tipo de recapeamento completo da via. A recuperação da SP-350 é um pedido do deputado estadual Roberto Engler (PSDB) e do prefeito de Tapiratiba, Luiz Antônio Peres, o Tiliza (PPS), que, juntamente com o vereador Clodoaldo Ananias (SD), se reuniram com o superintendente do DER, Ricardo Volpi, no fim de junho último, tratando do assunto.

“Desde o nosso pedido, com o apoio do amigo Ricardo Volpi, as coisas avançaram, houve a autorização do governador Geraldo Alckmin (PSDB) e, agora, temos a publicação da licitação. São novidades importantes para Tapiratiba. Seguiremos acompanhando o processo até o início das obras”, disse o deputado Roberto Engler.

O prefeito Tiliza, que ressaltou, por diversas vezes, a necessidade urgente das intervenções na SP-350, ficou satisfeito com a notícia. “Não há nenhum tipo de recapeamento há quase 15 anos e quem passa pela rodovia percebe como precisamos dessas melhorias. Esperamos que a licitação transcorra normalmente, para que as obras possam se iniciar o quanto antes”, afirmou Tiliza.

O edital da licitação prevê também a reabilitação da sinalização horizontal da pista SP-350, inclusive dispositivos, no trecho já mencionado. A concorrência pública deve levar ao menos 90 dias para ser finalizada. Uma vez iniciadas, as obras têm previsão de se estender por até seis meses.

O trabalho do deputado estadual Roberto Engler pela recuperação da Rodovia Deputado Eduardo Vicente Nasser entre Tapiratiba e São José do Rio Pardo começou em 2013. Em 2014, uma licitação chegou a ser publicada pelo DER, mas a concorrência não foi finalizada em razão de falta de verbas. 

"Desde então, temos o objetivo de conseguir essas obras e esperamos que tudo se resolva entre o fim deste ano e o começo de 2018", revelou o deputado Roberto Engler.