12/09/2017

Barrinha vai investir R$ 250 mil no Parque Ecológico

Recursos estaduais foram intermediados pelo deputado Roberto Engler

Dois convênios para a liberação de R$ 250 mil para a Prefeitura de Barrinha foram celebrados na última semana. Os recursos serão repassados pelo Governo do Estado de São Paulo ao município por solicitação do deputado estadual Roberto Engler (PSDB) e devem ser investidos na conclusão do Parque Ecológico.

O prefeito Mituo Takahasi, o Katiá (PPS), assinou as parcerias no Escritório Regional de Planejamento, em Ribeirão Preto, na última quarta-feira (6). “A assinatura dos convênios garante a liberação das verbas, que devem ser creditadas nos cofres do município nas próximas semanas”, revelou o deputado estadual Roberto Engler.

“A conclusão do Parque Ecológico é uma vontade antiga do amigo Katiá e, agora, com esse apoio do Governo do Estado, por meio de verbas liberadas pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB), a Prefeitura de Barrinha vai poder realizar a obra e oferecer um novo espaço de lazer para os moradores da cidade”, afirmou Roberto Engler.

O Parque Ecológico fica ao lado do Ginásio Municipal Jamil Calil, em área que vem sendo reflorestada e sofrendo intervenções de paisagismo. Em 2014, a Prefeitura de Barrinha já investiu R$ 150 mil no local, com outro repasse de recursos estaduais oriundo de pedido do deputado Roberto Engler.

“É uma obra grande, que foi planejada por etapas e que, com mais R$ 250 mil, poderá ter andamento”, disse o parlamentar. "Agradeço ao governador Geraldo Alckmin e às equipes das secretarias da Casa Civil e do Planejamento por atender a essa nossa solicitação", concluiu.


REFORMA EM ESCOLA
No mês passado, o deputado Roberto Engler já havia obtido outra boa notícia para Barrinha, ao confirmar reforma a ser feita pela FDE (Fundação para o Desenvolvimento da Educação), órgão da Secretaria Estadual da Educação, na Escola Estadual Professor José Luiz de Siqueira, em Barrinha. 

O investimento na unidade é de R$ 53,8 mil, para obras de manutenção do prédio escolar. A sala dos professores deve ser readequada, bem como serão feitos reparos em paredes de corredores e de salas de aula do pavimento superior, pisos cerâmicos e em piso de concreto do pátio coberto, além da pintura dos ambientes que sofrerão as intervenções. As obras devem ser concluídas até meados de outubro.