05/09/2017

DER vai licitar recuperação da SP-350, em Tapiratiba

Informação é do Deputado Roberto Engler; obra é estimada em R$ 10 milhões

imagem_destaque

Tiliza e Roberto Engler

O DER (Departamento de Estradas de Rodagem) planeja licitar, nos próximos dias, a recuperação da SP-350 – Rodovia Deputado Eduardo Vicente Nasser –, entre os quilômetros 272,1 e 297,47, entre Tapiratiba e São José do Rio Pardo. A informação foi confirmada pelo deputado estadual Roberto Engler na tarde de hoje (5).

Roberto Engler conversou, por telefone, com o superintendente do DER, Ricardo Volpi e já informou o prefeito de Tapiratiba, Luiz Antônio Peres, o Tiliza (PPS), que visitou o gabinete do parlamentar hoje (5). O departamento pretende publicar o edital da concorrência para conservação especial da estrada na próxima semana. O custo das obras é estimado em aproximadamente R$ 10 milhões.

“Em primeira mão, o amigo superintendente do DER, Ricardo Volpi, confirmou que a obra tem a autorização do governador Geraldo Alckmin (PSDB) e será realizada com recursos do Governo do Estado. É, sem dúvida, uma grande notícia para Tapiratiba, que já compartilhei com o amigo Tiliza”, afirmou o deputado estadual Roberto Engler.

O pedido de recuperação da SP-350 foi apresentado ao superintendente do DER, Ricardo Volpi, durante audiência realizada há cerca de dois meses. Participaram da reunião, o deputado Roberto Engler, o prefeito Tiliza e o vereador Clodoaldo Ananias (SD).

Na oportunidade, o prefeito Tiliza ressaltou a extrema necessidade de intervenções na SP-350. “Não há nenhum tipo de recapeamento há quase 15 anos. A situação do asfalto é precária. Precisamos muito dessas melhorias”, argumentou Tiliza, que também solicitou intervenções do DER para eliminar degraus existentes entre a pista e os acostamentos e para dar mais segurança aos trevos de acesso à cidade.

O trabalho do deputado estadual Roberto Engler pela recuperação da Rodovia Deputado Eduardo Vicente Nasser entre Tapiratiba e São José do Rio Pardo se estende começou em 2013. Em 2014, uma licitação para as obras chegou a ser publicada pelo DER, mas a concorrência não foi finalizada em razão de falta de verbas. 

“Seguiremos acompanhando o processo para que, desta vez, não ocorram imprevistos e a licitação que está para sair seja devidamente convertida em benefício da população”, disse Roberto Engler.