03/08/2017

Restinga vai negociar retomada de obras de escola

Técnicos da FDE visitaram a cidade para tratar do assunto

A Prefeitura de Restinga vai tentar retomar as obras da escola que está sendo erguida no Bairro Alto da Boa Vista. Em visita intermediada pelo deputado estadual Roberto Engler (PSDB), técnicos da FDE (Fundação para o Desenvolvimento da Educação), órgão da Secretaria Estadual de Educação, discutiram o assunto, na manhã de hoje (2).

Os representantes da fundação se reuniram com o prefeito Amarildo Nascimento (PMDB), com o presidente da Câmara Municipal, Helton Tavares dos Santos, o Tô (PSDB), com os vereadores Ana Imaculada Valério, a Ana da Boa Sorte (PT), Cleiton Cândido da Silva (PHS), Edson Marques Pimenta (PSDB), Evanildo Donizete Montagnini, o Zetão (PSC), Julimar da Silva Rodrigues (PROS), e Osvaldo Cubas, o Torrinha (PMDB), e com funcionários da Prefeitura.

O contrato com a empresa ganhadora da licitação para a construção da escola foi rompido há mais de dois anos e a solução mais rápida no momento seria avaliar se as demais empreiteiras habilitadas pela concorrência pública têm disposição de assumir a obra. Caso essa hipótese não vingue, uma nova concorrência teria de ser realizada.

Entre dezembro de 2011 e novembro de 2014, pouco mais de 70% dos serviços previstos para a construção da escola do Alto da Boa Vista foram executados. 

A unidade tem custo estimado de R$ 1,5 milhão e está sendo financiada com recursos do Governo do Estado de São Paulo, por meio da FDE, que se comprometeu a ajudar a Prefeitura de Restinga a negociar a retomada das obras. Não está afastada a hipótese de ajuste no valor do contrato, por meio de um termo aditivo.

“Há um esforço da FDE para terminar as obras paradas, justamente para fazer valer o investimento que já foi feito e que, com a não conclusão, não é convertido em benefício da população. Vamos torcer para que as coisas caminhem bem”, disse o deputado estadual Roberto Engler.


REFORMA
O deputado estadual Roberto Engler confirmou, junto à FDE, a liberação de reforma, avaliada em cerca de R$ 10 mil, na Escola Estadual Isaac Vilela de Andrade. Serão realizados diversos reparos no prédio escolar.

Restinga aguarda ainda a autorização para a construção de uma nova creche-escola na cidade. A Prefeitura se dispõe a ceder o terreno que abrigaria a unidade, que está em avaliação técnica por parte da FDE.