28/06/2017

SP-350 precisa de recape em Tapiratiba

Melhorias foram solicitadas ao DER; custo previsto é de R$ 10 milhões

imagem_destaque

Clodoaldo Ananias, Ricardo Volpi, Tiliza e Roberto Engler

Em reunião no DER (Departamento de Estradas de Rodagem), na tarde de ontem (27), o deputado estadual Roberto Engler (PSDB), o prefeito de Tapiratiba, Luiz Antônio Peres, o Tiliza (PPS), e o vereador Clodoaldo Ananias (SD) solicitaram a recuperação da SP-350 – Rodovia Deputado Eduardo Vicente Nasser –, entre os quilômetros 272,1 e 297,47, entre Tapiratiba e São José do Rio Pardo. 

A comitiva representativa de Tapiratiba foi recebida pelo superintendente do DER, Ricardo Volpi. O departamento tem um orçamento de conserva especial da estrada que estima o custo das obras em cerca de R$ 10 milhões. Há chances de a reivindicação ser atendida no segundo semestre desse ano. 

“Essa é uma obra que teria de ser executada com recursos do Tesouro Estadual e sabemos que o momento atual, de crise e queda da arrecadação, dificulta um investimento dessa magnitude. No entanto, o superintendente Ricardo Volpi prometeu estudar formas de liberar recursos e atender ao pedido de Tapiratiba no segundo semestre”, revelou o deputado estadual Roberto Engler.

Durante o encontro, o prefeito Tiliza ressaltou a extrema necessidade de intervenções na SP-350. “Não há nenhum tipo de recapeamento há quase 15 anos. A situação do asfalto é precária. Precisamos muito dessas melhorias”, argumento Tiliza.

O trabalho do deputado estadual Roberto Engler pela recuperação da Rodovia Deputado Eduardo Vicente Nasser entre Tapiratiba e São José do Rio Pardo vem desde 2013. Em 2014, uma licitação para as obras chegou a ser publicada pelo DER, mas a concorrência não foi finalizada em razão de falta de verbas.


ADEQUAÇÕES DE SEGURANÇA
Durante a audiência, o prefeito Tiliza e o vereador Clodoaldo Ananias solicitaram também intervenções do DER para dar mais segurança à SP-350 nos trevos de acesso à cidade. Outra preocupação manifestada se dá em relação a degraus nos acostamentos da via.

“O DER prometeu avaliar formas de melhorar a sinalização nos trevos, em especial na altura da travessia da cidade em relação ao Distrito Industrial. Além disso, vai estudar formas de minimizar a diferença de altura da pista em relação aos acostamentos”, afirmou o deputado estadual Roberto Engler.