28/03/2017

‘Cães policiais’ reforçam a PM em Franca

Nos últimos meses, várias ocorrências foram resolvidas graças aos animais

imagem_destaque

Os cães Draco e Kong

Nos últimos meses, foram diversas as ocorrências de apreensão de drogas solucionadas, em Franca e cidades vizinhas, graças à atuação dos cães da Polícia Militar. O reforço dos “cães policiais” Draco e Kong passou a ser possível desde meados do ano passado e trouxe ganhos na atividade policial na região. 

A iniciativa de instalar um Canil da PM em Franca foi iniciada em 2009 e teve como entusiasta o deputado estadual Roberto Engler (PSDB), em parceria com os comandantes regionais da PM. Com intermediação do parlamentar, o projeto do espaço foi feito naquele ano, mas faltaram recursos para a construção, que acabou sendo custeada, algum tempo depois, com verbas arrecadadas junto à comunidade.

Na sede do 15º Batalhão da PM, cerca de R$ 80 mil foram investidos na construção de sete baias – para os cães –, e de salas administrativa e para atendimento veterinário. 

Enquanto isso, o Tenente Marcel Pereira, principal adestrador do Batalhão, participou de treinamento da corporação na capital, onde assimilou conhecimentos, e também fez cursos adicionais por conta própria. Seu companheiro inicial de aprendizado foi Draco, um pastor alemão.

Mas, antes do início das atividades, era necessária a regularização do espaço da estrutura interna da PM. O equipamento de Franca é vinculado ao Canil Central da Polícia Militar, que fica em São Paulo, e não havia autorização para o funcionamento.

Novamente, houve a ação do deputado Roberto Engler junto ao Comando Estadual da Polícia Militar e até mesmo junto ao governador Geraldo Alckmin (PSDB) para vencer mais esse entrave burocrático.

“Foi o último capítulo de um longo caminho que exigiu muito mais diálogo junto ao Governo do que o aporte de recursos. A participação da comunidade de Franca foi essencial para tornar o canil e a atuação dos cachorros uma realidade. A insistência e o trabalho dos diversos comandantes regionais da PM também. É muito bom saber que os cachorros estão ajudando os nossos policiais e a nossa população”, disse o deputado Roberto Engler.

O trabalho dos cães da PM envolve busca de entorpecentes, explosivos e pessoas, apoio em jogos de futebol, controle de rebeliões e patrulhamento ostensivo e preventivo, entre outras atividades. O reforço confere mais agilidade e eficiência ao trabalho policial.