18/04/2016

AMEs da região têm aprovação acima da média do estado

98,9% dos pacientes saem do AME de Franca satisfeitos

imagem_destaque

AME de Franca: "Qualidade do serviço é indiscutível", diz Roberto Engler

Os AMEs (Ambulatórios Médicos de Especialidades) da região têm ampla aprovação de seus pacientes. Os índices de satisfação com as unidades de Ituverava, Barretos e Franca são superiores à média dos 52 ambulatórios de todo o estado. Os números se baseiam em questionários respondidos pelos pacientes ao longo de 2015 e foram divulgados pelo Governo do Estado neste mês.

O AME de Ituverava foi o mais bem avaliado, sendo o único a obter 100% de satisfação. Pouco abaixo, vêm o ambulatório clínico e o ambulatório cirúrgico de Barretos, com 99,9% e 99,8%, respectivamente. A aprovação do AME de Franca foi de 98,9%. Já a média geral de todas as unidades do estado foi de 96,8%.

“A qualidade do serviço oferecido pelos AMEs é algo indiscutível e louvável, porque, infelizmente, quando falamos de Saúde, um padrão tal alto de atenção, competência e solução satisfatória nem sempre é a regra. Quando a avaliação comprova toda essa satisfação mais uma vez, ficamos felizes acima de tudo pelas pessoas que têm utilizado os ambulatórios e também por aqueles que se esforçam para alcançar essa excelência”, disse o deputado estadual Roberto Engler (PSDB), que trabalhou para a implantação do AME em Franca.

"A opinião de quem usa o serviço é essencial. Além disso, os bons resultados motivam ainda mais os funcionários, e números tão positivos como estes mostram que estamos no caminho certo", afirmou David Uip, secretário de Estado da Saúde.

A pesquisa avaliou seis quesitos: espaço físico, atendimento da recepção, atendimento da equipe médica e da equipe de enfermagem, atendimento de outros profissionais e ambulatório. 


AMEs
Os AMEs são unidades estaduais de alta resolutividade, com modernos equipamentos, que oferecem consultas com médicos em diferentes especialidades, consultas não-médicas em áreas como fisioterapia e fonoaudiologia, exames de apoio diagnóstico e, em alguns casos, cirurgias em um mesmo local, proporcionando maior rapidez ao diagnóstico e ao tratamento dos pacientes.

O novo modelo começou a ser implantado no estado de São Paulo em 2007. O esforço atual da Secretaria Estadual de Saúde é para que de todas as unidades sejam transformadas em "AMEs Mais", com cirurgias de média complexidade e internação no regime de hospital-dia. Franca foi a primeira cidade contemplada com uma unidade do gênero, em fevereiro do ano passado.

O objetivo dos AMEs é proporcionar atendimento de forma próxima e acessível ao cidadão, por meio da prestação de serviços que garantam uma intervenção rápida e eficaz, a fim de promover o diagnóstico precoce, orientar a terapêutica e ampliar a oferta de serviços ambulatoriais especializados, atendendo à necessidade regional nos problemas de saúde que não podem ser plenamente diagnosticados ou orientados na rede básica, pela sua complexidade, mas que não precisam de internação hospitalar ou atendimento urgente.

Os AMEs recebem pacientes encaminhados pelas Unidades Básicas de Saúde dos municípios. O agendamento das consultas é feita pelos próprios postos de saúde, mediante sistema informatizado da Secretaria Estadual de Saúde.