23/02/2016

Artesp articula e convocação de diretor geral é adiada

Requerimento do deputado Roberto Engler deveria ser votado hoje (23), mas parlamentar do DEM pediu vistas da matéria

imagem_destaque

Roberto Engler durante reunião da Comissão de Transportes da Assembleia Legislativa de São Paulo

Articulação da Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) impediu, na tarde de hoje (23), a votação de requerimento do deputado estadual Roberto Engler (PSDB), que convoca o diretor geral da Artesp, Giovanni Pengue Filho, para prestar informações sobre o plano estadual de novas concessões rodoviárias, em especial a intenção de implantar novos pedágios na região de Franca, à Comissão de Transportes e Comunicação da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. 


Logo no início da reunião da comissão, o deputado estadual Aldo Demarchi (DEM), que tem base na região de Rio Claro, pediu vistas do requerimento, que era o item 14 da pauta. A solicitação do parlamentar do DEM tem acatamento automático segundo o Regimento Interno, o que faz com que a matéria volte a ser discutida somente na próxima terça-feira (1º).


Antes da abertura dos trabalhos, o assessor parlamentar da Diretoria Geral da Artesp, Mauriti de Oliveira, participou de rápida conversa com o deputado Aldo Demarchi no próprio plenário. Informações dos corredores da Assembleia Legislativa dão conta também de que houve ações da Liderança do Governo na Casa para evitar a votação do requerimento.


“É muito claro que a ação do pedido de vistas foi planejada para evitar que possamos questionar diretamente o diretor geral da Artesp sobre a injustiça que seria a instalação de novos pedágios na nossa região de Franca da maneira como a agência tem cogitado. É algo que pode adiar, mas não vai impedir a nossa atuação”, avaliou o deputado estadual Roberto Engler.


“Temos outros meios de obter as respostas que a população deseja e vamos tornar públicas as perguntas que desejamos fazer. As manifestações oferecidas pela Artesp a Franca e região até agora, por meio de notas à Imprensa, não acrescentam nada e seriam motivo de riso se não menosprezassem tanto a nossa inteligência. Queremos dialogar diretamente com o diretor Giovanni Pengue Filho com um único objetivo: expor, racionalmente, o equívoco que seria colocar novos pedágios nas rodovias Cândido Portinari e Ronan Rocha”, completou Roberto Engler.