27/08/2015

Franca e região apresentam sugestões para o Orçamento 2016

Audiência realizada na manhã desta quinta (27) registrou reivindicações

imagem_destaque

Roberto Engler preside audiência pública

Moradores de Franca e região puderam apresentar sugestões para o Orçamento do estado para 2016. Audiência pública da Comissão de Finanças, Orçamento e Planejamento da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, presidida pelo deputado estadual Roberto Engler (PSDB), na manhã desta quinta-feira (27), na Câmara Municipal, registrou as reivindicações.

Dezenas de cidadãos e lideranças regionais participaram do encontro, que também teve a presença do deputado estadual João Paulo Rillo (PT). O deputado estadual Roberto Engler destacou a evolução das audiências públicas do Orçamento como um instrumento de participação regional.

"Diferente de épocas anteriores, quando eram um muro de lamentações sem resultados eficazes, atualmente, as audiências foram aprimoradas e se tornaram importantes para a população de todo o estado de São Paulo”, disse o deputado Roberto Engler.

O deputado João Paulo Rillo defendeu que as audiências realizadas nos pólos regionais sejam mais bem divulgadas, a fim de aumentar a participação das pessoas nos encontros, e afirmou ainda a necessidade de o Estado investir em Educação e Pesquisa. 


PLEITOS ESPECÍFICOS
O vereador Luis Antônio Cordeiro (PSB), de Franca, solicitou que a cidade receba uma segunda unidade do Bom Prato e mais ciclovias de ligação intermunicipal. Recursos para a Santa Casa, para a Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) e para o Hospital Allan Kardec foram solicitados pelo vereador francano, Pastor Otávio (PTB). Mais atenção aos idosos e verbas para o atendimento de Saúde foi a proposta de Josivaldo Vilas Boas, o Bahia (PTB), que ainda reclamou da situação deplorável do acesso ao Ceagesp em Franca.

Rejane Barbosa, membro da União de Defesa da Cidadania de Franca, sugeriu a alocação de recursos para promover intercâmbio de jovens do centro de estudo de lingüística, bolsas para alunos da Fatec e benfeitorias na Rodovia Cândido Portinari. Gilson Pelizaro propôs um pontilhão de ligação ao Jardim São Sebastião, em Franca. 

O cidadão de Aramina, Carlos Scandiuzzi, gostaria que a estrada que liga Aramina a Buritizal fosse recuperada e que as unidades de conservação ambiental, em especial o Parque Furnas de Bom Jesus, em Pedregulho, recebessem mais recursos. Esse parque contém áreas remanescentes do cerrado no Estado. 

Já o presidente do PSDB de Ribeirão Corrente, Antonio de Pádua Alves, o Padinha, pediu a pavimentação de vicinais que ligam a cidade a Jeriquara e a Franca. O ex-vereador de Restinga, Helton dos Santos, pleiteou a instalação de uma creche-escola na cidade e de uma pista de caminhada na marginal da rodovia. 

Para Sales de Oliveira, Cristina Orsi Ribeiro Tambelli (PR) pediu melhorias na vicinal que liga o município a Nuporanga. Representante de Batatais, a vereadora Marilda Covas (PSDB) destacou a importância de o Estado destinar mais recursos para a Saúde, com atenção para Batatais, que hoje gasta um terço de seu orçamento municipal com o atendimento na área. 

O diretor de departamento na Prefeitura de Miguelópolis, Antonio Teodoro, quer que o Estado dê mais atenção à área social, sobretudo, aos portadores de deficiência, além de reforma de escolas e o recapeamento de estradas da região. 

Os ex-prefeitos de São José da Bela Vista e de Itirapuã, José Benedito Barcelos, o Zé Dito, e Marcos Alves, também se pronunciaram. Barcelos propôs a pavimentação da estrada que liga sua cidade a Batatais, o asfaltamento de vias do bairro Alto da Boa Vista (em Restinga) e mudanças nos critérios de participação na arrecadação do ICMS. Alves solicitou a duplicação da estrada que liga a cidade a Patrocínio Paulista, construção de trevo para acesso ao Estado de Minas Gerais e a pavimentação da estrada rural que liga Itirapuã ao bairro de Lageado. 

Renato Quintino, vice "presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Centro Paula Souza, defendeu a revalorização salarial e plano de saúde para a categoria, e a aplicação de 3% no Paula Souza da verba carimbada da Educação. O defensor público em Franca, Caio José, reivindicou mais de verbas para a Defensoria, de forma que o órgão possa desenvolver suas atividades adequadamente. 

O deputado estadual Roberto Engler informou o resultado da votação nas prioridades da região, definidas por votos dos cidadãos: Saúde, 17; Educação, 14; e Segurança, 6. “Não é de agora que a Saúde é vista como o principal ponto de preocupação da população”, ponderou o parlamentar.

Com informações do Portal Alesp (www.al.sp.gov.br)
Foto: Vera Massaro/Portal Alesp