27/04/2015

Fatec de Bebedouro passa a se chamar Jorge Caram

Lei do deputado Roberto Engler homenageia comerciante e educador ecológico



A lei estadual 15.816, sancionada pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) e publicada na última quinta-feira (23), oficializou a denominação de Jorge Caram Sabbag para a Fatec (Faculdade de Tecnologia) de Bebedouro. A norma é fruto do projeto de lei 569/2014, de autoria do deputado estadual Roberto Engler (PSDB).

A homenagem ao comerciante falecido em janeiro de 2010, uma das figuras mais tradicionais da sociedade bebedourense ao longo dos últimos anos, foi motivada especialmente pelo seu trabalho como fundador e grande incentivador da Patrulha Ecológica. 

“A atuação em prol da Patrulha Ecológica, do qual o senhor Jorge Caram sempre foi um grande incentivador, é a principal razão deste vínculo, agora oficializado, com a Fatec. Além disso, vale destacar a trajetória limpa que ele sempre teve ao longo de décadas vividas como bebedourense de adoção, com grande envolvimento com a comunidade”, afirma o deputado Roberto Engler.

Nascido em Jaboticabal, em 1930, Jorge Caram Sabbag viveu em Bebedouro por mais de 50 anos, se notabilizando como comerciante e dono do Café Rio Branco, conhecido também como Esquina do Pecado, o bar/café mais tradicional da cidade.

Figura conhecida, querida e admirada em Bebedouro, foi, ao lado do educador ambiental João Gandra, criador da Patrulha Ecológica, grupo que promove ações de Educação Ambiental e para a Sustentabilidade junto a crianças e adolescentes bebedourense. 

Durante muitos anos, foi autor de coluna jornalística, intitulada em seus primórdios de Um Anjo na Esquina do Pecado, que se notabilizou pela abordagem crítica dos assuntos de Bebedouro. É lembrado também como um dos maiores apoiadores da Festa Direito de Viver, evento que reverte renda para o Hospital do Câncer de Barretos.

Jorge Caram Sabbag faleceu em 2010, aos 79 anos.