11/03/2015

Aprovada denominação da Fatec de Bebedouro

Medida vai à sanção do governador Geraldo Alckmin

O projeto de lei 569/2014, de autoria do deputado estadual Roberto Engler (PSDB) e que dá o nome de Jorge Caram Sabbag à Fatec (Faculdade de Tecnologia) de Bebedouro, foi aprovado hoje (11), pela Comissão de Educação e Cultura da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. A proposta agora só depende de sanção do governador Geraldo Alckmin (PSDB) para virar lei.

A homenagem ao comerciante falecido em janeiro de 2010, uma das figuras mais tradicionais da sociedade bebedourense ao longo dos últimos anos, foi motivada especialmente pelo seu trabalho como fundador e grande incentivador da Patrulha Ecológica. 

“Foi um nome discutido, sem objeções, com pessoas da cidade. O senhor Jorge Caram foi uma pessoa simples, com uma vida dedicada à família e com uma atuação política, de acompanhamento e crítica, muito forte. Além disso, por seu trabalho junto à Patrulha Ecológica, pode ser considerado um educador ambiental”, afirmou o deputado Roberto Engler.


JORGE CARAM
Nascido em Jaboticabal, em 23 de fevereiro de 1930, Jorge Caram Sabbag viveu em Bebedouro por mais de 50 anos, se notabilizando como comerciante e dono do Café Rio Branco, a Esquina do Pecado, o bar/café mais tradicional da cidade.

Figura conhecida, querida e admirada em Bebedouro, ao lado do educador ambiental João Gandra, foi criador da Patrulha Ecológica, grupo que promove ações de Educação Ambiental e para a Sustentabilidade junto a crianças e adolescentes bebedourense. 

Durante muitos anos, foi autor de coluna jornalística, intitulado em seus primórdios de Um Anjo na Esquina do Pecado. É lembrado também como um dos maiores apoiadores da Festa Direito de Viver, evento que reverte renda para o Hospital do Câncer de Barretos.
Jorge Caram Sabbag faleceu em 13 de janeiro de 2010, aos 79 anos.