16/12/2014

Autorizada reforma no Colégio Agrícola

Unidade educacional vai receber quase R$ 3,5 milhões em investimentos

imagem_destaque

Laura Laganá e Roberto Engler

O Centro Paula Souza finalizou concorrência pública e autorizou o início de obras de reforma no Colégio Agrícola – Etec (Escola Técnica) Carmelino Corrêa Júnior –, no bairro City Petrópolis, em Franca. A unidade educacional vai receber quase R$ 3,5 milhões em investimentos. 

A recuperação dos 54 alojamentos dos alunos é a principal medida incluída nas obras. Além disso, muros serão reparados e aumentados e a rede coletora de esgoto da escola será reparada. 
As informações foram obtidas pelo deputado estadual Roberto Engler (PSDB) em reunião com a professora Laura Laganá, superintendente do Centro Paula Souza, na tarde desta terça-feira (16). 

No último dia 8 de dezembro, o Centro Paula Souza deu a ordem de serviço que autoriza a construtora vencedora da licitação a iniciar as reformas. “Essas são intervenções aguardadas e necessárias. Muito bom saber que agora não existem mais obstáculos para que as obras sejam iniciadas”, disse o deputado Roberto Engler.

Engler trabalha pela reforma há bastante tempo, em consonância com o diretor da Etec Carmelino Corrêa Júnior, Cláudio Ribeiro Sandoval. A autorização da obra ocorreu há quase dois anos, no entanto problemas jurídicos impediram a publicação da concorrência pública por vários meses. 

Em abril, a licitação foi aberta e, agora, concluída. O valor exato da obra é de R$ 3.492.910,69 e o prazo máximo para entrega das melhorias é de 360 dias.

Em 2011, o deputado Roberto já havia conseguido a construção de um miniginásio no Colégio Agrícola. Coberto, com dois vestiários e pequeno palco para apresentações, na verdade, trata-se de um espaço de múltiplo uso, que teve custo de R$ 700 mil. 

O Colégio Agrícola de Franca atende por volta de 500 alunos. Além do Ensino Médio, oferece formações técnicas em Agronegócio, Agropecuária, Cafeicultura, Curtimento e Meio Ambiente.