10/12/2014

Projeto de lei dá nome ao Poupatempo de Bebedouro

Proposta foi apresentada pelo deputado estadual Roberto Engler

O deputado estadual Roberto Engler (PSDB) apresentou o projeto de lei 1412/2014, que dá nome de Professor Manoel Izidorio Filho ao Poupatempo de Bebedouro. A proposta foi publicada no Diário Oficial de hoje (11) e inicia tramitação pelas comissões temáticas da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo nos próximos dias.

Natural de Igarapava, casado, pai de dois filhos, Manoel Izidorio formou-se contador pela Instituição Universitária Moura Lacerda, em Ribeirão Preto, e cursou também Pedagogia, Orientação Vocacional e Administração Escolar de 1º e 2º Graus. 

Chegou a Bebedouro para trabalhar na Academia de Comércio, onde foi professor e secretário. Lecionou e orientou os cursos noturnos do Colégio Anjo da Guarda. Posteriormente, foi diretor da então Escola Industrial. 

Manoel Izidorio Filho é tido como o grande memorialista de Bebedouro. Seu trabalho promoveu o registro de acontecimentos, figuras e crenças e costumes relevantes ao longo da trajetória da cidade, do século XIX até o final do XX. 

Foi autor de três obras de cunho histórico: Gente que Faz História, Tabaréu e Reminiscências de Bebedouro. Esta última aborda os primórdios de Bebedouro, com relatos sobre a fundação da cidade, seus primeiros ocupantes, a instalação dos primeiros equipamentos públicos e os principais acontecimentos até o ano de 1952. É considerado o mais importante de seus livros.

“Bebedourenses com quem conversamos são unânimes em dizer que a contribuição do senhor Manoel Izidorio foi uma dádiva para a cidade, do ponto de vista da contribuição histórica oferecida”, afirma o deputado estadual Roberto Engler.

O Professor Manoel Izidorio Filho publicou também outras obras literárias: Retalhos de Uma Vida, Juntando Letras Formando Um Pensamento, Meninos da Roça e Zico e sua História.
Faleceu em agosto de 2013, aos 94 anos de idade.