02/12/2013

Unidade de Perícias Médicas da Educação deve ter obras em breve

Órgão avalia a Saúde dos profissionais da secretaria de forma mais ágil

imagem_destaque

Roberto Engler e Herman Voorwald

Além dos R$ 24 milhões destinados às escolas estaduais de Franca, neste ano, outro importante investimento da Secretaria Estadual de Educação para professores e funcionários de Franca e região está sendo viabilizado. Foi assinado contrato para início de adequação de ambiente para instalação da Unidade Regional de Perícias Médicas, destinada ao atendimento dos servidores da educação, junto à Escola Estadual Professor Pedro Nunes Rocha.

O deputado estadual Roberto Engler (PSDB) obteve, em setembro, a confirmação, da Secretaria da Educação, de que a cidade contaria com a unidade regional de perícias. As unidades periciais regionais fazem as avaliações de saúde dos profissionais de forma mais ágil e eficiente, propiciando comodidade a educadores e demais funcionários.

Engler fez o pedido da unidade pericial em audiência com o secretário estadual de Educação, Herman Jacobus Cornelis Voorwald, realizada no início de setembro. “A intenção da Secretaria de Educação é chegar a 60 postos regionais até o fim de 2014. Essa expansão começará com 11 postos novos, dentre os quais Franca está inclusa. A previsão de início de funcionamento é para o primeiro semestre de 2014”, explicou o deputado Roberto Engler.

As unidades periciais são compostas por médicos, psicólogos, assistentes sociais, terapeutas ocupacionais, entre outras especialidades, que realizam o atendimento direcionado às características profissionais do quadro de funcionários da Secretaria, avaliando procedimentos como a concessão e cessação de licença para tratamento de saúde e readaptação.

Os pólos do Programa de Inspeções Médicas da Educação atendem servidores que apresentem atestados superiores a 15 dias. As demais perícias são realizadas pelo Departamento de Perícias Médicas do Estado (DPME). O processo de marcação de consultas dos casos assumidos pela Educação é feito pela escola ou unidade em que o funcionário atua.