10/10/2013

ETE de São Joaquim é prioridade da Secretaria de Saneamento em 2014

Financiamento de estação compacta deve ocorrer no começo do ano

imagem_destaque

Edson Giriboni, Roberto Engler, Éder Tavares e Rodrigo Nicolau

Reunião realizada ontem (9), na Secretaria Estadual de Saneamento e Recursos Hídricos, definiu que a construção da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) de São Joaquim da Barra é prioridade da pasta para 2014. Em janeiro do próximo ano, sairá a definição de financiamento da obra. Enquanto isso, a Prefeitura da cidade deve definir qual projeto de ETE será erguido.


O encontro, em São Paulo, com o secretário estadual Edson Giriboni, teve a participação do deputado estadual Roberto Engler (PSDB), do vice-prefeito Rodrigo Nicolau (PT) e do vereador Éder Tavares (PSDB). Mais uma vez, o Governo do Estado se dispõe a colaborar com o financiamento da Estação de Tratamento.


Novidades trazidas pelo vice-prefeito dão conta de um projeto de construção de uma ETE com lagoas de tratamento está pronto e aprovado ambientalmente. No entanto, o custo da obra, neste caso, seria de R$ 18 milhões. Além disso, seria necessária a desapropriação de aproximadamente 14 alqueires de terra, o que representa um custo adicional de por volta de R$ 1,5 milhão.


O município está contratando um novo projeto, de uma ETE compacta, que representaria um terço de abatimento no preço da obra, que custaria então R$ 12 milhões, e, além disso, reduziria a necessidade de espaço de 14 para dois alqueires. 


O vice-prefeito Rodrigo Nicolau ainda revelou que o município planeja colaborar com o financiamento da obra, com pelo menos R$ 3 milhões. Todos esses argumentos aumentam as chances de atendimento do pleito já no início de 2014.


“São diversas demonstrações de forte iniciativa para alcançarmos êxito e realizarmos de vez a conquista da Estação de Tratamento de Esgoto. Vamos aguardar até o início do ano que vem, para avaliar a disponibilidade de orçamento da secretaria e o andamento do projeto da ETE compacta”, afirmou o deputado Roberto Engler.


Engler se refere ao fato de que a Secretaria Estadual de Saneamento e Recursos Hídricos está realizando processo licitatório para construção de cerca de 40 Estações de Tratamento de Esgoto entre o fim deste ano e o início de 2014. O custo estimado desses empreendimentos pode cair com a concorrência pública. A ideia é aproveitar uma possível sobre de caixa para financiar a obra de São Joaquim da Barra.


No entanto, para que isso se confirme a cidade precisa apressar a feitura do novo projeto e aprová-lo ambientalmente até o começo do ano que vem. 


“A programação da Prefeitura é ter tudo certo até janeiro”, garantiu o vice-prefeito Rodrigo Nicolau. “Vamos acompanhar o andamento do projeto e, com a ajuda do deputado Roberto Engler, esperamos bater o martelo dessa obra tão esperada, que é a Estação de Tratamento de Esgoto de São Joaquim da Barra, no comecinho de 2014”, disse o vereador Éder Tavares.