31/08/2013

Alckmin entrega enfermaria de cuidados prolongados em Ipuã

Governador inaugurou unidade hoje (31)

imagem_destaque

Geraldo Alckmin e Roberto Engler

Em visita a Ipuã, hoje (31), o governador Geraldo Alckmin (PSDB) entregou a enfermaria de cuidados continuados da Santa Casa da cidade. A unidade de 20 leitos será destinada a internações de até 90 dias. O Governo do Estado de São Paulo investiu R$ 2 milhões na Santa Casa, que é o segundo deste tipo na região. Mais cedo, Alckmin inaugurou a de Pedregulho. 


O provedor da Santa Casa, Santo Olivato, agradeceu ao governador pelos investimentos e mencionou o deputado estadual Roberto Engler (PSDB), em sua fala, como parlamentar que sempre atua em prol do hospital.


A intenção do Governo do Estado com a construção de enfermarias de cuidados prolongados é possibilitar o tratamento de pacientes - em sua maior parte idosos, que necessitam de internação simples - em hospitais de pequeno porte, que, frequentemente, mantêm leitos vazios. 


“Como resultado, as Santas Casas menores teriam maior renda e os grandes hospitais, mais vagas para casos mais complexos”, afirmou o deputado Roberto Engler.


“É um trunfo na região de Franca, a primeira a receber esse projeto do Governo do Estado, que, até 2014, será estendido a outras regiões do estado, como as de São José do Rio Preto, Marília, Presidente Prudente e Araçatuba”, revelou Engler.


O Governo do Estado de São Paulo disponibilizou dois médicos, cinco enfermeiros, doze auxiliares de enfermagem, um psicólogo, dois fisioterapeutas, um terapeuta ocupacional, um nutricionista e um assistente social, que farão parte da equipe da enfermaria de cuidados continuados e serão acrescidos de profissionais da própria Santa Casa de Ipuã no dia a dia da unidade.


A iniciativa integra o programa São Paulo Amigo do Idoso, do governo paulista, que visa incentivar os municípios a promoverem a melhoria da qualidade de vida das pessoas com 60 anos ou mais. A Santa Casa recebeu um novo anexo para abrigar os leitos.

 

 

RECURSOS PARA IPUÃ
Durante seu discurso, o governador Geraldo Alckmin anunciou liberação de verbas para Ipuã e disse que o Governo do Estado será parceiro da Prefeitura em melhorias no Pronto-Socorro Municipal. 


Alckmin ainda promoveu a assinatura de convênio para a liberação de uma creche-escola e mencionou repasses de um caminhão e uma van para transportes de pacientes para o município. Acatou também pedido de liberação de uma ambulância adicional.

 

 

FÁBIO TALARICO
O governador ainda falou sobre a recuperação completa da Rodovia Fábio Talarico, que já teve trecho que passar por Ipuã concluído, mas ainda aguarda concorrências públicas que completem os trechos de Guaíra e entre São Joaquim da Barra e Franca. 


No último dia 17, o DER (Departamento de Estradas de Rodagem) publicou novo edital para licitação do recapeamento da estrada no trecho que vai de Guaíra até a Rodovia Assis Chateaubriand (cerca de 25 quilômetros). A estimativa de investimento é de R$ 25 milhões.


As intervenções neste trecho da Fábio Talarico incluem recapeamento da pista e pavimentação dos acostamentos, do km 122,6 ao km 148. “A situação do asfalto está bastante ruim e a recuperação é aguardada pela população não só de Guaíra, mas por uma grande quantidade de motoristas da região, inclusive no trânsito de veículo entre Franca e Barretos”, afirmou o deputado Roberto Engler.


Em setembro, deve ser publicada a licitação da recuperação da Rodovia Fábio Talarico entre Franca e São Joaquim da Barra, com remodelação do trevo de acesso a São José da Bela Vista, recapeamento e faixas adicionais, intervenções avaliadas em R$ 56 milhões. 


A escolha da empresa que vai executar a duplicação de seis quilômetros da estrada em Franca (até a altura do Distrito Industrial), com custo estimado de R$ 36 milhões, está em andamento e deve ser concluída nos próximos dias.


“Sem dúvida, o investimento de mais de R$ 200 milhões por parte do Governo do Estado em nossa região é um fato a ser comemorado. São necessidades antigas que temos pontuado junto ao Governo do Estado e ao DER que, dentro de pouco, tempo estarão resolvidas”, avaliou Engler.